terça-feira, 17 de maio de 2011

31 de maio - DIA MUNDIAL DO COMBATE AO FUMO


Os números são alarmantes e não param de subir. A cada hora 10 pessoas morrem por doenças relacionadas ao cigarro no Brasil. Em todo o mundo esse número sobe para quatro milhões em um período de um ano.

Os dados são da OMS (Organização Mundial de Saúde), que divulgou a comprovação da relação entre o consumo do cigarro e o desenvolvimento de câncer de pulmão em 90% dos casos.

Um problema que atinge a um número cada vez maior de jovens e mulheres no país levou o governo brasileiro a aprovar, em 1986, a Lei Federal número 7488, que estabeleceu o Dia 29 de agosto como o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Na ocasião, várias entidades da área social e de saúde, hospitais, organizações filantrópicas e até mesmo a iniciativa privada e governamental realizam uma série de projetos, com atividades de lazer, de orientação e alerta contra os males do fumo.

Com a criação da lei, o governo federal tem feito, todos os anos, na mesma data, campanhas de combate ao tabagismo com o apoio de várias entidades como o Inca (Instituto Nacional do Câncer), por exemplo.

Uma iniciativa também aplicada em todo mundo no dia 31 de maio, conhecido como dia mundial sem o tabaco, que movimenta todos países em busca de mais saúde para a população.

Dados divulgados pela assessoria da médica oncologista da Oncocamp, de Campinas, Edra Domingues de Oliveira, indicam que o hábito de fumar atinge hoje mais de 70% da população brasileira e vem preocupando não só a sociedade médica, mas também entidades governamentais.

Segundo as informações, o consumo de cigarros, charutos, cachimbo, fumo de rolo e rapé, leva ao organismo mais de 4.700 substâncias tóxicas, incluindo nicotina, monóxido de carbono (o mesmo gás venenoso que sai do escapamento de automóveis), alcatrão, agrotóxicos e substâncias radioativas, que propiciam o desenvolvimento de câncer.

"Além disso, esses componentes causam dependência, o que potencializa ainda mais os efeitos negativos no corpo humano como câncer de pulmão, bexiga, boca, laringe e pâncreas, hipertensão arterial, infarto, derrames cerebrais, bronquite crônica, enfisema e úlcera gástrica, entre vários outros", afirma a assessoria.

http://www1.folha.uol.com.br


PORQUE FUMAR NÃO É INTELIGENTE: - Só no Brasil o tabaco faz, anualmente, 200 mil vítimas.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o fumo é fator casual de 50 doenças diferentes, destacando-se as cardiovasculares, o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas.

As estatísticas demonstram que 45% das mortes por infarto do miocárdio, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema), 25% das mortes por doença cérebro-vascular (derrames) e 30% das mortes por câncer podem ser atribuídas ao cigarro. Outro dado alarmante: 90% dos casos de câncer do pulmão têm correlação com o tabagismo.



CONHEÇA UM CIGARRO POR DENTRO:

- A fumaça do cigarro é uma mistura de aproximadamente 4.700 substâncias tóxicas diferentes; constituída de duas fases: a fase particulada e a fase gasosa. A fase gasosa é composta, entre outros, por monóxido de carbono, amônia, cetonas, formaldeído, acetaldeído, acroleína. A fase particulada contém nicotina e alcatrão.

- O alcatrão é um composto de mais de 40 substâncias comprovadamente cancerígenas, formado à partir da combustão dos derivados do tabaco. Entre elas, o arsênio, níquel, benzopireno, cádmio, resíduos de agrotóxicos, substâncias radioativas, como o Polônio 210, acetona, naftalina e até fósforo P4/P6, substâncias usadas para veneno de rato.

- O monóxido de carbono (CO) se junta à hemoglobina (Hb) presente nos glóbulos vermelhos do sangue, que transportam oxigênio para todos os órgãos do corpo, dificultando a oxigenação do sangue, privando alguns órgãos do oxigênio e causando doenças como a aterosclerose.

- A nicotina é considerada pela Organização Mundial da Saúde/OMS uma droga psicoativa que causa dependência. A nicotina age no sistema nervoso central como a cocaína, com uma diferença: chega em torno de 9 segundos ao cérebro. Por isso, o tabagismo é classificado como doença estando inserido no Código Internacional de Doenças (CID-10) no grupo de transtornos mentais e de comportamento devido ao uso de substância psicoativa.



Por tudo isso, vamos nos unir contra o fumo:

- Evite a primeira tragada;

- Não fume na frente de crianças;

- Evite pessoas e situações que o façam fumar. Resista aos que lhe oferecem cigarro, diga sempre "EU NÃO FUMO";

- Para quem deseja parar é bom saber que os sintomas ruins após a parada são piores na primeira semana, mas são temporários, devendo desaparecer no máximo em 3 semanas;

http://www.sfiec.org.br



QUEM FUMA DANÇA

Da Natureza cósmica,
a beleza da Vida.
Da orquestra que toca
a incerteza vivida.
Do vício que sufoca
o fumo escraviza.
Do palco, aplaudida
a dança do tango:
"Fumar é um prazer,
sensual, divinal..."
O casal dança e fuma.
Aplauso sensacional...
Fumar é morrer,
aos poucos, sem saber!
Faz sofrer ao perceber
que não há tempo a perder...
O exemplo é imortal,
na fumaça que dança.
O pulmão que é mortal,
oxigênio não alcança,
com sobrevida irreal,
perde a fé e a esperança.
Ao casal que fuma e dança,
no leito, a dor é real.
Já não existe Aliança,
porque o vício é fatal.

Autora
Sílvia Araújo Motta


Nenhum comentário:

Postar um comentário